Ricardo Alves

Arquivo de intervenções cívicas de Ricardo Alves.

Archive for Junho 2015

As eleições mais importantes

As eleições mais importantes não são as primárias: são as eleições para a Assembleia da República, em Outubro. Só nesse dia saberemos se valeu realmente a pena todo o nosso esforço de convergência, de mobilização, de implantação regional, de construção de programa e de realização das primeiras eleições primárias abertas para o Parlamento.

Portugal enfrenta a maior crise desde o 25 de Abril. Uma crise económica e social, até demográfica, mas também uma crise de democracia. A resposta a esta crise tem portanto que começar por ser o aumento do poder democrático dos cidadãos, como estamos a fazer com as primárias, abrindo a escolha dos candidatos aos cidadãos. A resposta torna-se operacional enfrentando os tabus que impedem a governação à esquerda: não podemos excluir-nos de apoiar uma solução governativa se a nossa recusa implica empurrar a governação para a direita. Finalmente, o mais importante: tudo só valerá a pena se conseguirmos contribuir na próxima legislatura para um país com mais emprego e menos desigualdades, mais crescimento sustentado e maior justiça fiscal, aliviado do sufoco da dívida e da austeridade.

O ponto de partida são as primeiras primárias da democracia portuguesa, esperemos que o ponto de chegada seja uma viragem à esquerda na 2ª República. As próximas legislativas podem ser as mais importantes desde 1975.

(Publicado na Newsletter da campanha das primárias do LIVRE/Tempo de Avançar.)

Anúncios

Written by Ricardo Alves

18 de Junho de 2015 at 15:00

Publicado em LIVRE

Tagged with